Olhar distante

Passando perto de uma janela, com olhar um tanto perdido, um rapaz segurava uma mochila perigosamente desatento. Embora aquele par de olhos escuros apontassem para um aparente vazio ou algum ponto qualquer da acinzentada calçada quadriculada da estação rodoviária, havia muito o que ser visto por ele, talvez um chão mais vivo e colorido, resguardado…