Eu não começo pelo começo

Foto: Nathan Dumlao // Unsplash.

Eu não começo pelo começo.

Verdade seja dita: eu não começo.

É difícil que eu comece pelo começo, então eu começo pelo início, mas raramente pelo começo. Este, eu comecei pelo começo porque parecia sensato ele ser começado assim: a história pulou em meu cérebro, deixei de lado o conto que eu estava organizando no blog e a revisão de meu livro e decidi escrever este e comecei e até aqui não parei, escrevendo quase que de uma só vez, não fossem as incessantes correções de meio de jornada.

Sequer justifiquei o texto!

Mas, fora isso, eu começo mais ou menos por aqui, onde estou agora, umas cinco ou seis ideias depois do começo. Me ajuda demais: eu consigo desenvolver a história até o final ali pela metade, então termino pelo começo.

Interessante, eu acho. Curioso, no mínimo. Hoje, quase agora, para ser sincero, percebo como isso é curioso para mim e como jamais havia pensado sobre isso, uma vez que os manuais escolares sempre ensinam a começar pelo começo.

Gostei. Senti-me um pouco contra a regra. Não um contrarregra, eu sequer entendo o que um faz (que vergonha!), mas alguém contra a regra.

E, como sempre, isso é gostoso.

Boa tarde para você!

(Agora lembrei: este deveria ter sido, de fato, o começo).

Boa tarde!


Foto destaque: Aaron Burden // Unsplash.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s